Quem Somos


Porthos, cujo verdadeiro nome é Isaac de Portau, nasceu em Pau, em 2 de fevereiro de 1617 e morreu em data desconhecida. É um dos Três Mosqueteiros, personagens do romance histórico escrito pelo francês Alexandre Dumas  em 1844. Esse escritor dá-lhe uma personalidade alegre, vaidosa e muito fiel. É um homem rude e bom, mas também sem delicadeza e com uma força hérculea.
Sabe-se que Porthos pertencia a uma família pro estante do Bearn, originária de Gan. Seu pai era secretário do rei e dos estados da Navarra, o que fazia dele um personagem importante. Ele comprou feudos, tornando-se assim um nobre.
Como Athos, Porthos entra para o Exército. Também como ele, na qualidade de caçula da família, começa como membro da Guarda Francesa, na Companhia "des Essarts" (François de Guillon, senhor des Essarts, era cunhado de M. de Tréville, que o havia recomendado). Encontrava-se assim nesta companhia quando d'Artagnan entrou por seu turno, em 1640 e, desta forma, prestaram o serviço juntos. É encontrado em 1642, em Perpignan, e depois em Lyon, ainda na mesma companhia. Já em 1643, Porthos passa para os Mosqueteiros, no mesmo ano da morte de Athos.
Depois disto, perde-se seu rastro e não se sabe o que lhe aconteceu nem onde ou quando faleceu.